Coposto pelo  cadastro do Cd, Escritório Virtual próprio, controle de estoques, vendas etc..

Se estiver em localização estratégica e for bem gerenciado, o centro de distribuição pode proporcionar à cadeia logística um excelente desempenho

Um espaço para armazenar mercadorias destinadas ao recebimento, à separação e ao envio de produtos. Essa é a melhor definição para centro de distribuição. O CD, como é conhecido, tem por objetivo principal garantir a agilidade na entrega do produto no local e momento certos, colaborando para que a empresa proporcione ao cliente uma boa experiência de compra. Mas, para isso, é importante que ele esteja localizado próximo de rodovias, vias expressas e modais de transporte.

Fundamental para a organização dos processos logísticos, o centro de distribuição facilita a gestão do estoque na distribuição e atividades afins. Entre as vantagens desse tipo de estrutura, a redução de custos é apontada como a principal, porque facilita o acesso a pontos de venda de todos os portes, agilizando a entrada e saída de produtos, especialmente os com curto prazo de validade, cujo período para comercialização costuma ser bem pequeno.

Nos centros de distribuição, as mercadorias chegam de diversos fornecedores e em grandes quantidades. Após a armazenagem, a distribuição é realizada de forma fracionada, em quantidades menores. Não é sem motivo que os CDs assumiram importância mais estratégica na hora de levar os produtos de uma empresa ao mercado.

A montagem de um centro de distribuição requer mudanças de procedimentos e processos da empresa. Não é como um depósito, cujo objetivo é armazenar produtos para oferecer ao cliente, geralmente operado no sistema push (empurrar). O CD recebe produtos just-in-time para atender às necessidades do cliente e opera pelo sistema pull (puxar).

O layout de um centro de distribuição também é importante. Ele deve ser estruturado de acordo com as necessidades operacionais, considerando as características das instalações físicas, como espaço das áreas e setores, pisos, prateleiras, porta-paletes, esteiras, entre outras. Deve considerar também as características dos produtos e serviços, como tipo, peso, volume e forma de acondicionamento, bem como os equipamentos utilizados em toda a operação.

Para completar o sucesso de um centro de distribuição, as docas de recebimento devem trabalhar com baixos lead times, pois, se a proporção entre produto e descarga unitária for alta, a cadeia logística sofrerá um importante gargalo. Quanto às docas de saída, devem ser em grande número, pois os produtos precisam sair em quantidades menores por caminhões com menor capacidade do que aqueles que trazem produtos ao CD.

 

https://www.mmnweb.com/contato/

 

 

Comments are closed.